14 de set de 2015

Jalapão - Sua História

Pokemon-Go

FAÇA SEU CADASTRO E CONCORRA A PRÊMIOS! Fique por dentro das novidades! Cadastre seu email para receber nossas atualizações, dicas de novos destinos, concorrer a prêmios e muito mais! Clique em: Eu quero me cadastrar.




22/01/2015a 300_250_new_1_CN Image Banner 300 x 250


468x60_reload-V2

Sua História
Jalapão
Existem alguns locais que definitivamente são excelentes para relaxar o corpo e a mente. Sendo um ponto turístico muito visitado por pessoas de todo o Brasil, Jalapão é o lugar que tem muito a oferecer aos seus visitantes.
- Dentre suas principais características está o fato de ainda possuir em sua região do cerrado, muitos animais que conseguem viver nesses locais, como a capivara, onça pintada e até mesmo o tamanduá-bandeira, etc. Poucas pessoas que vão até Jalapão não sentem vontade de voltar, pois com certeza é uma viagem inesquecível.
A região é considerada a principal atração turística do estado do Tocantins. Uma de suas características é a produção de artesanato de capim dourado e seda de buriti, que se tornou principal fonte de renda para as comunidades locais e tem sido alvo de estudos e ações para garantir seu uso sustentável, ecológica e economicamente.
Criado em 12 de janeiro de 2001, Jalapão é o maior parque estadual do Tocantins. A vegetação no parque é predominantemente a de cerrado ralo e a de campo limpo com veredas. Sua posição estratégica possui continuidade com a área de proteção ambiental do Jalapão, a estação ecológica Serra Geral do Tocantins e o parque nacional das Nascentes do Rio Parnaíba.
O parque estadual do Jalapão é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza localizada na região leste do estado do Tocantins. O território do parque, com uma área de 158 970,95 ha, está distribuído pelos municípios de Mateiros e São Félix do Tocantins.
O Jalapão já foi mar. Com as mudanças climáticas e atmosféricas sofridas pelo planeta, o mar foi se afastando e deixando um rastro de riqueza biológica que a sedimentação do mar, do vento , dos lagos e rios foi moldando ao longo dos milênios. Como resultado, as montanhas de pedra tomaram a forma de ruínas de antigas e gigantescas edificações.
A potente Cachoeira da Velha e as dunas de areia amarela, são exemplos que se acumularam ao longo de um extenso processo de desertificação da Serra do Espírito Santo, a alguns quilômetros de onde se erguem as dunas. Solo de areias quartzozas favorecem o processo de desertificação.

Em meio a 34 mil km² de paisagem árida, essa região é cortada por uma imensa teia de rios, riachos e ribeirões, todos de uma água transparente e potável.
O Jalapão é uma das poucas paisagens nacionais que se mantém quase imunes ao avanço da civilização, tanto, que é possível rodar quilômetros de estradas e não encontrar uma única pessoa. Localiza-se na região leste, ponto em que o Tocantins faz divisa com a Bahia, o Maranhão e o Piauí.
A porta de entrada e de saída da região é a cidade de Ponte Alta do Tocantins. O acesso se dá pelas TO-050 e TO-255 sem pavimentação e em sua maioria constituída por areia.
É constituído pelos municípios Mateiros, São Felix, Lizarda, Novo Acordo, Ponte Alta, Lagoa, Rio da Conceição, Rio do Sono e Sta Tereza.

Deserto do Jalapão
Pouco conhecido e selvagem, o Parque Estadual do Jalapão é afastado e de difícil acesso. Apesar do isolamento e do clima de deserto, a região está entre as mais bonitas do país graças à vida e às cores que emanam da natureza. No meio do cerrado correm lobos-guarás e veados-mateiros, enquanto longínquas estradas de muita terra levam a verdadeiros oásis cercados por cachoeiras, poços de águas verde-esmeralda, dunas gigantescas entre outras belezas.
Chamado de “Deserto do Jalapão” é na realidade um grande oásis, pois, apesar do solo arenoso, esta região serrana possui nascentes e córregos que em sua descida para o vale do rio Tocantins, formam cachoeiras e corredeiras que são responsáveis por uma diversificada fauna e flora. Além de paisagens quase intocadas reproduzidas por rios de águas cristalinas, praias fluviais de areias claras, cachoeiras, gigantescas dunas, chapadões e cerrado a perderem de vista.


Turismo
O cenário é um dos mais exuberantes do Brasil: cachoeiras cristalinas, piscinas naturais verde-esmeralda, chapadões e dunas alaranjadas de até 40 metros de altura. Mesmo assim, ainda é pouquíssimo visitado: foram cerca de 15 mil turistas desde 2001, ano de criação do parque.
Um dos principais pontos turísticos do Estado, o Jalapão é roteiro de visitantes vindos de diversas partes do Brasil e do mundo, incluindo o próprio Tocantins. A melhor época para se conhecer o Jalapão é o ano inteiro. Tem a Chamada época de chuvas, que vai de Dezembro à Março, porém geralmente ocorrem apenas pancadas de chuvas, nada que atrapalhe a realização do roteiro. O que poderá ocorrer eventualmente, e alguma alteração nos horários dos passeios para melhor aproveitar as atrações. O clima fica mais ameno e a vegetação mais verde. O Jalapão é uma região quente o ano inteiro. Durante o dia, a temperatura varia de 30º a 35ºC, e as noites são frias (Maio a Agosto) variando de 13 a 20ºC, dependendo da época do ano.
Encare a viagem como uma expedição. Boa parte da explicação está na dificuldade de acesso, já que a maioria das estradas não é asfaltada, o que dá a sensação de estar no meio de um rali (vir com veículo 4x4 é muito recomendável). Diante disso, muita gente opta pelo pacote de seis dias da Korubo Expedições, que sai de Palmas e inclui transporte, refeições, quatro pernoites num camping e passeios.
Quem quer ir por conta própria deve se hospedar em Ponte Alta do Tocantins ou Mateiros e contratar passeios de um dia.

Pokemon-Go
Você deve estar vivendo em Marte, se você ainda não ouviu falar de Pokemon Go até agora. Mesmo se você não jogar o jogo, você pode ter sido irritado com as pessoas ficar em seu caminho com seus telefones como eles olham para as criaturas. É tão popular e esta mania está varrendo o Mundo. Saiba como jogar o Pokemon Go App Like a Pro - Adquira todos os aplicativos.


Eco-Turismo
Jalapão – Desbravar o interior do Brasil se revela uma boa opção. Turistas aventureiros e amantes da natureza certamente se encantam com a beleza do Jalapão. A região é uma unidade de conservação ambiental do estado do Tocantins.
Cada ponto turístico é surpreendente em suas características e belezas naturais. Em uma só região, a natureza reuniu água em abundância, montanhas de areia, chapadões, serra, misteriosas grutas, vegetação deslumbrante e o povo remanescente dos quilombolas, que guarda tradição dos primeiros viventes daquela terra.
As várias opções de roteiros fazem com que o Jalapão ofereça programação ao longo do ano nas diversas estações. Ao mesmo tempo em que o ecoturismo e o turismo de aventura são bastante explorados, há uma grande preocupação na preservação e conservação das riquezas naturais, com a criação de vários parques, como o Parque Estadual do Jalapão, o Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba, a Estação Ecológica da Serra Geral do Tocantins, a Área de Preservação Ambiental (APA) Serra da Tabatinga e a Área de Proteção Ambiental (APA) do Jalapão.
Entre os principais rios destacam-se: Sono, Balsas, Novo, Galhão, Prata, Soninho, Vermelho, Ponte Alta, Come Assado, Frito Gordo, Caracol o Ponte Alta. Pular da Ponte Alta do Tocantins, parece ser uma prática bem espalhada na cidade. Outro passatempo é atravessar este mesmo rio à pé, carregando uma barra de ferro pesada para afundar mais depressa. Brasil, um lugar abençoado por natureza. Bem no centro deste país, no Estado do Tocantins, encontra-se um paraíso natural de beleza única.
Descubra BR 468x60

Turismo de Aventura
O Jalapão, é um dos principais roteiros para quem pratica o Ecoturismo e o Turismo de Aventura. No mundo, com certeza, não há cenário igual. A região do Jalapão é um lugar de descobertas permanentes, Em plena mata de transição entre o cerrado e a caatinga, onde predomina uma vegetação rasteira similar às savanas.
A dificuldade de acesso é o grande responsável pela preservação do santuário, estas condições fizeram com que a diversidade de animais e plantas totalmente adaptados a região.
Jalapão é um dos destinos preferidos para a prática de esportes. O acesso para uma das cachoeiras mais famosas, a Cachoeira da Velha, pode ser feito por rafting ou trilha. Já mergulhar no poço de água transparente e cheio de peixinhos, no Fervedouro, a nascente do rio Carrapato, é divertido, mas impossível mergulhar. Isso porque a pressão que vem do fundo empurra para cima até o mais determinado nadador. As práticas mais comuns sãp: trilhas, trekking, acquaride, canyoning, off-road, boia-cross, rafting, canoagem, rapel, escalada, e mountain-bike.
Como em todo o esporte de aventura, há de encontrar um certo grau de dificuldade pois as atividades são mais intensas. Para realizar qualquer delas é preciso caminhar muito e ter uma certa resistência. Por isso, o lugar é mais indicado para quem já experimentou outras viagens de aventura.
o Jalapão é considerado um deserto inóspito não por ser seco, muito pelo contrário, a água brota do chão. O adjetivo vem do fato de que lá não há nada, nem ninguém ou quase, além de algumas poucas comunidades quilombolas e muita vida selvagem. A melhor escolha para ir é entre abril e setembro, quando quase não chove.

Turismo Comunitário
O projeto de Turismo de Base Comunitária no Jalapão, está atuando em duas comunidades quilombolas daquela Região: Mumbuca, a 30 quilômetros de Mateiros, e Prata, a 20 quilômetros de São Félix. O processo já vem sendo equacionado com operadores de turismo do estado e com as comunidades, iniciando a etapa que dará sustentação a essa modalidade de Turismo. O Turismo de Base Comunitária está dando oportunidades de crescimento econômico a mais de 200 famílias, que estão estruturando-se para receber visitantes em suas casas e proporcionarão um contato direto de suas vivências para os visitantes.
Maquiage_desconto_468x60

Capim Dourado
O capim dourado é uma espécie de sempre-viva que ocorre na região do Jalapão, localizado no estado do Tocantins, com a palha do qual se faz artesanatos, tais como: pulseiras, brincos, chaveiros, bolsas, cintos, vasos, peças de decoração entre outros.
O Capim Dourado, produto exclusivo do Brasil, nasce nas veredas do Jalapão, que são as áreas úmidas características do cerrado tocantinense. A prática do artesanato do Capim Dourado, começou na Mumbuca, uma comunidade na região do Tocantins povoada por ex-escravos e remanescentes de quilombos, no início do século XX, com técnicas tradicionais e de influência indígena.
Sua característica principal é a cor que lembra a do ouro. A principal localidade, onde começou o desenvolvimento da produção artesanal, é Mumbuca em Tocantins, um vilarejo localizado no município de Mateiros. Atualmente esses artesanatos são produzido em outras localidades da região do Jalapão.
A época de colheita do Capim Dourado obrigatoriamente é entre 20 de Setembro e 20 de Novembro para que não entre em extinção. Existem regulamentações no estado do Tocantins que proíbem a saída do material "in natura" da região, somente em peças já produzidas pela comunidade local, visando assim a sustentabilidade ambiental, social e econômica do local.
O artesanato Capim dourado foi mostrado pela primeira vez a um grande público em 1993 na primeira FECOARTE (Feira de Folclore, Comidas Típicas e Artesanato do Estado do Tocantins) em Palmas Tocantins. Clique em, Capim Dourado Jalapão.

Pokemon-Go
Você deve estar vivendo em Marte, se você ainda não ouviu falar de Pokemon Go até agora. Mesmo se você não jogar o jogo, você pode ter sido irritado com as pessoas ficar em seu caminho com seus telefones como eles olham para as criaturas. É tão popular e esta mania está varrendo o Mundo. Saiba como jogar o Pokemon Go App Like a Pro - Adquira todos os aplicativos.

Vídeo-Jalapão

Próximos Tópicos
Como Chegar: De carro, Saindo de Palmas, Saindo da Região Sudeste, Acesso ao Parque, Ponte Alta do Tocantins, Mateiros, São Félix do Tocantins, Novo Acordo, Onde Comer. Pacotes, Dicas, Vídeo. Clique em, Como Chegar.
MENU
HOME PAGE

Stats

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário